Gabriel

sábados 18h

dirty projectors: no intention +  remade horizon 

gdoc

 

Breve: Desenhos relativos. Alterações no grau V e nomenclatura. Modos gregos. Pentatônica. Harmônica. Sandro Perri rearmonizada por nós. Usar tb a No Intention. Relembrar/reutilizar lógica dos graus. Notas-alvo; mais aproveitamento do repertório.

14 mai. sáb

Já mandei video mostrando ritmo do refrão, e falando da formação dos acordes no refrão. Pedi outro video dele, já tendo em vista extrair o audio pra começarmos o cover e os trabalhos em cima dessa nova base. Pedi:

esse novo video você faz tocando por cima dela. pode ser?

 

ela pode estar no seu fone ou baixa, eu não preciso ouvir

 

aí você tenta gravar o video já com o audio do mic. Se não der, manda o video ‘normal’ e depois, até outro dia se for melhor, o audio.

 

1.mai … dom 11h

Mandou uma primeira No Intention:  https://drive.google.com/file/d/0B4YLkFx3FsFgMkxYd0d5VHZPWjg/view

A tarde mandei video explicando o refrão (setas) e passando a variação final das estrofes. Falo também da formação dos acordes no refrão.

23.abr … sáb 18h

Passei ritmo mão direita (setas) para refrão da “No Intention”.

Já já regravá-la por cima da original.

16 de abril

Passei No Intention (riff e refrão).

Vídeo da impossible spaces não tava bom, precisa treinar mais.

Tocar as duas músicas e as escalas (desenhos 1, 2 e 3) de Am e G# por cima delas. Mão direita tá indo bem, mas a esquerda precisa ficar com o polegar mais pra cima (atrás do braço).

 

6 de abril

Passou o video CAM00448.mp4

Vimos quase nada do exercício de mão direita, mas falamos sobre os apoios do polegar e da posição da mão, que tava muito curvada nos exs de escala. Desenhos 1, 2 e 3 estão mais ou menos dominados.

Recomendei fazer uma lista de exercícios a se fazer (“m.d; escalas; sandro perri”, etc)

29mar

Ficou de passar video do Sandro Perri. Com atenção à mão direita, gravando mais longe da câmera, podendo cantar se quiser. 

 

28 de março

Exercício mão direita (polegar e i, m e a). Desenho 3 das escalas. A partir dos desenhos (“shapes”) das escalas e do conhecimento dos graus, formar acordes maiores e menores.

Se acorde é formado pela tríade I, III e IV + 1, formar alguns acordes. No acorde maior, o III é maior, no acorde menor ele é menor. Alterações no grau V vão gerar tríades diminutas ou aumentadas. Alterações no grau VII (tétrade) vão gerar as nomenclaturas 7M, 7 e ø.

Sandro Perri está lenta mas bem encaminhada. Pedi video com escalas no desenho 3 e 2. Dó maior no desenho 3 e 2 e Lá menor nos desenhos 3 e 2. Tudo por cima da base do modo lídio.  

14 de março

Video. Acorde formado por, no mínimo, a tríade dos graus 1, 3 e 5 (3o maior ou menor). Sandro Perri – focar no dedilhado e nas trocas de acorde. Fazer exercício mão esquerda 1 e 2 (vou passar o 2).

7 de março

Video de escala 2 bom, só precisando melhorar o polegar. Oitavas. Graus I, II, III, IV, V, VI e VII (às vezes “menores”, “maiores”, “aumentados”, “diminutos”, “justos”, “grau maior”, “grau menor” .  Escala relativa menor (Am em relação ao Dó, Dm em relação ao F, etc) Sandro Perri “Impossible Spaces”. Vou passar video com ela. 

Exercícios:
1. Posicionamento das mãos esquerda e direita.
2. Treinar desenhos 1 e 2 das escalas. 
3. Começa Sandro Perri.
4. Fazer video tocando Desenhos 1 e 2 (maiores e menores). Usa as bases do video de bases 1 como fundo.
No seu video você toca, por cima da base, os tons/escalas:
  1. Cm no desenho 1
  2. A Relativa menor do E, no desenho 1
  3. Relativa maior do Em, no desenho 2
  4. D no desenho 2
O que está em verde são os tons do video.

aula 2: 29 fev

Posicionamento mão direita. Oitavas. Desenho 1 da escala maior e menor. Desenho 2 da escala maior e menor. Postura popular, erudita e flamenca (escolhida a popular).

Exercícios: 
1. posicionamento das mãos esquerda e direita
2. acompanhar bases com desenho 2 maior e menor. Atentando para polegar e dedos i, m, a da mão direita. E também para o uso certos dos dedos da mão esquerda (digitação)
3. gravar video acompanhando Bases (do video de bases), agora com Desenho 2 da escala. 
4. começarmos Impossible Spaces do Sandro Perri.

aula 1: 22 de fevereiro de 2016 SEG 14h

Cordas soltas. Quais são. Posições no braço. Semi-tom e tom. Desenho 1 da escala maior e menor. Lógica das oitavas.

Exercício:
1- Acompanhar bases com desenho 1 maior e menor,
2 – Posicionamento mão direita
3 – tabela dos graus das escalas maior e menor
4- Posicionamento mão esquerda (alongamento e concentração)















Oficina de violão

(ou guitarra)

Corpo: Posturaunhas e dedos; mãos esquerda e direita; apoios; apresentação;

Mão esquerda: Independência entre os dedos; tocar abafado, trastejado e limpo; vibrato, ligados, hammering, pull-off e outras técnicas;

Mão direita: Independência entre os dedos; tocar apoiando os dedos e sem apoiar; slap, palheta e batidas: bossa nova, rock, folk, arpejos e outros; volume e dinâmica;

Instrumento: Afinação; cordas; desenho do braço (localização das notas); afinações alternativas; capotraste; microfonação; outros instrumentos.

Repertório: de escolha do aluno e do professor. 

Oficina de teoria

(não necessariamente todo o conteúdo)

1Notas; timbre; notas separadas em semitons; oitavas, sustenido e bemol, tom; notas no instrumento, escalas musicais, desenhos 1, 2 e 3 das escalas maiores e menores; escala relativa, pentatônica; graus musicais; diminuta, aumentada e justa; tríade; tétrade; acorde.

2 – Cifras; formação dos acordes; nomes dos acordes; escrever cifras; campo harmônico; escala cromática; improvisação; escalas relativas; modos gregos; harmonia funcional; resolução deceptiva; inversão de acordes; transposição e modulação; notas-alvo; deslocamento da oitava, cromatismo; cadências harmônicas;

3 – Ciclo das quintas e das quartas; dominantes secundários; acordes complexos; acordes supertensos; acordes disfarçados; tons homônimos e tons vizinhos; escala menor harmônica; escala menor melódica; escala alterada; escalas simétricas e assimétricas; acorde de aproximação cromática.

4 – Acorde diminuto; escala diminuta; acorde interpolado; acorde de empréstimo modal; modulação; escala hexafônica; acorde de quarto grau menor (IVm6); acorde de segundo grau maior (II7); acorde de quarto grau #IVm7(b5); improvisação com outside notes.

Oficina de criação

(oficina mais aberta às aptidões e escolhas do aluno)

1 – Programas de gravação de audio e video; interface e microfone; primeiras gravações; completar gravações com o violão; rearmonização de gravações.

2 – Divisão de tempo; principais efeitos: reverb, chorus, delay, distorção, tremolo, flanger, phaser, wah. Automação; audio reverso.

3 – Trabalhando sem o instrumento: arpeggiator, chord memorizer e “environment” do Logic (e equivalentes em outros programas). Gravação de voz; harmonia com pitch shift. 

4 – Time stretch e beats; mixagem, remixagem e retrabalhar os próprios sons. Bounces, formatos de arquivo;

5 – O estúdio; temas de arte e criação.

verde: vamos ver em breve / azul: já vimos e está bom o quão mais escuro / vermelho: já vimos e está ruim o quão mais escuro

Advertisements