Toco violão desde os 11 anos de idade e guitarra desde os 12. Dos 16 aos 20 tive aulas de violão clássico com o Luis Carlos Barbieri. Nessa época conheci Villa Lobos, Leo Brower, Guinga, partituras, postura, chorinhos e uma relação mais séria com o violão. E estava dividido, aos 19 anos, entre esse caminho e as minhas bandas de rock. Acabou que a Fender Squier, um trio instrumental e a faculdade de Comunicação na PUC-Rio falaram mais alto. 

E a relação com a música ganhou outras frentes, apesar de a entrada na faculdade ter parecido um abandono da carreira musical. Foi um abandono superficial. Com os filmes assistidos e realizados na faculdade adquiri uma vivência criativa até então desconhecida. Entendi a arte de uma forma mais claramente viva, que não tenho certeza se conheceria numa graduação em Música. E a música continuou. Ao fim da graduação eu estava inlcinado a um laptop finalmente gravando, sozinho e com o violão por perto, as primeiras músicas do mario maria. Esse front (mais do que um “método”) foi e é, sem dúvida, a câmara das minhas maiores aventuras musicais até o momento.

Lá para 2010 estendi esses interesses para um curso de fundamentação em artes no Parque Lage, depois mestrado na linha de Tecnologia e  Estética na Comunicação da UFRJ. Trabalhei como diretor de fotografia, câmera, editor e pude fazer algumas trilhas sonoras, uma delas em Portugal. Vieram depois os meus discos (como mario maria e Ivy Walker) pela Cloud Chapel, shows em apartamentos em Curitiba, Rio e São Paulo, o CLIIRM e outras vivências fundamentais para a Vale Abraão, que é o nome de um filme português e de uma música minha. Vieram também um violão de 12 cordas e um teclado, mais recentemente.

Música em telas em meio a tudo isso, conforme são compostas há décadas e nutrindo o mundo de novidade. O violão e a construção de uma fábrica interativa para suas possibilidades. Tenho aqui uma oficina aberta, não mais do que isso, na qual espero que você possa aproveitar.

14975692_339527539761075_134055107_o
foto de Lucas Stamford

Mario Cascardo

 

 

Advertisements